quarta-feira, 30 de abril de 2014

[Resenha] A ESTRADA DA NOITE.


Autor: Joe Hill

Editora: Arqueiro
Páginas: 256
Gênero: Terror

SinopseUma lenda do rock pesado, o cinqüentão Judas Coyne coleciona objetos macabros: um livro de receitas para canibais, uma confissão de uma bruxa de 300 anos atrás, um laço usado num enforcamento, uma fita com cenas reais de assassinato. Por isso, quando fica sabendo de um estranho leilão na internet, ele não pensa duas vezes antes de fazer uma oferta.

“Vou ‘vender’ o fantasma do meu padrasto pelo lance mais alto…”

 Por 1.000 dólares, o roqueiro se torna o feliz proprietário do paletó de um morto, supostamente assombrado pelo espírito do antigo dono. Sempre às voltas com seus próprios fantasmas – o pai violento, as mulheres que usou e descartou, os colegas de banda que traiu -, Jude não tem medo de encarar mais um.
Mas tudo muda quando o paletó finalmente é entregue na sua casa, numa caixa preta em forma de coração. Desta vez, não se trata de uma curiosidade inofensiva nem de um fantasma imaginário. Sua presença é real e ameaçadora.

O espírito parece estar em todos os lugares, à espreita, balançando na mão cadavérica uma lâmina reluzente – verdadeira sentença de morte. O roqueiro logo descobre que o fantasma não entrou na sua vida por acaso e só sairá dela depois de se vingar. O morto é Craddock McDermott, o padrasto de uma fã que cometeu suicídio depois de ser abandonada por Jude.

Numa corrida desesperada para salvar sua vida, Jude faz as malas e cai na estrada com sua jovem namorada gótica. Durante a perseguição implacável do fantasma, o astro do rock é obrigado a enfrentar seu passado em busca de uma saída para o futuro. As verdadeiras motivações de vivos e mortos vão se revelando pouco a pouco em A estrada da noite – e nada é exatamente o que parece.

Ancorando o sobrenatural na realidade psicológica de personagens complexos e verossímeis, Joe Hill consegue um feito raro: em seu romance de estréia, já é considerado um novo mestre do suspense e do terror.

Se há alguma para ser dita é sobre o autor: Joe Hill é nada mais, nada menos que o filho de Stephen King. Isto mesmo. Se você não sabia, adicione ai em seu livrinho de curiosidades de literárias.
A história do livro que é arquitetada do começo ao fim. Não é uma história sem pé e sem cabeça, é uma história com começo, meio, e fim. E claro, com todas as explicação necessárias para tornar a obra algo mais adorável. O livro está na lista dos mais vendidos do New Yorker Times (provavelmente do ano de 2007) e com certeza tem todo o motivo para estar.
O autor não deixa escapar nada. Sempre contendo algo alucinante, tenebroso, e fantasmagórico em cena. Narrador por um narrador observador que acompanha os passos de Judas Coyne, um ex-astro do rock famoso e seu estado da vez Geórgia.
O livro é estruturado em quatro partes: Cachorro Negro, Na Estrada, Dor, e Vivos. Digamos que é como uma grande redação: introdução, desenvolvimento, e fim – e que fim – com subcapítulos menores.
Jude é um personagem detestável que não tem como não ama-lo. Ignorante, desleixado, irônico, ele nunca se importou com as coisas que tem na vida, tampouco com as pessoas que passaram por elas, especificamente seu pai. Assombrado pelos dramas vividos na infância Jude é colecionador de coisas objetos macabros, e desde pequeno colecionava balas da espigada do pai. Na verdade, a única coisa que importa para Jude são seus cachorros. Os cachorros é a família de Jude.
Marybeth – Ou Geórgia – é a atual namorada de Jude. Ele nunca chama as namoradas pelo nome, e sim pelo estado de onde vieram.
Flórida.
É de lá quem vem a “Caixa em Forma de Coração” (para quem não sabe, é o título original da obra em inglês). Como dito na sinopse, Jude comprou o paletó de mal-assombrado, achando que tudo era uma brincadeira. Mas não, não era uma brincadeira. Craddock é um fantasma real – que tem sua história contada no livro, porque Joe Hill não deixaria isso passar em branco – que vem com o intuito de assombrar e matar Jude e todos que ficassem ao lado dele.
Danny, o secretário de Jude, foi o primeiro.
Craddock é o padrasto de Flórida – ou de Anna – como preferirem chamar. A irmã de Anna envia o fantasma, na verdade faz Jude comprá-lo, para que ele possa vingar a morte da sua filha, que morre por culpa do grandioso-astro-do-rock-de-músicas-macabras.
E assim por diante, segue a história.
Jude e Geórgia, saem pela estrada da noite atrás de respostas: Como se livrar do fantasma? Por que eu? Quem é você? Quem foi e quem é Craddock? E dezenas de outras perguntas que ao decorrer do livro são respondidas. E claro, sempre assombrados ora pelo fantasma de Craddork, ora pelos fantasmas do passado. Com ações inesperadas cada página é um suspiro a mais que temos, pelo medo de que o fantasma consiga pegar Jude e sua namorada.
O enredo te prende, e te deixa aflito. E bota aflição nisso. Com uma descrição minuciosa do ambiente em que se passa a cena, o leito consegue se imaginar dentro do ambiente. Com a descrição perfeita dos personagens, conseguimos imaginar e ver também os movimentos feitos por eles.
Como eu disse, o livro é dividido em capítulos menores, dentro dos capítulos grandes, e a divisão é marcada por corações enumerados. E acredito eu, que é proposital ao título da obra em inglês, tanto quanto pela mudança que temos de Jude ao decorrer do livro.
A ficção de Joe Hill é mais que um livro tenebroso de terror, é um suspense cheio de personagens complexos que atingem nossa realidade psicológica.
É algo que gostaria de reler um dia.
É algo que vale a pena ler um dia.
 Isto é, se você gosta de ficar aflito com uma leitura e ao mesmo tempo gosta de ficar nervoso por causa das ações dos personagens e os ‘porquês’ da história toda.
No final, como eu disse acima, o autor não deixa com que nada nos falte, e além de dar um final sensacional, explica todos os porquês, e da um a todos os personagens que ele apresenta na obra.
“A estrada da noite” se pareceu longa para Jude Coyce e Marybeth.
E para você? Como deve ser a sua estrada da noite?

(fotos retiradas deste blog).

Alexandre Miguel, estudante de Letras.



Local: Belo Horizonte - MG, Brasil
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Marcadores

Total de visualizações

Seguidores