sábado, 23 de agosto de 2014

[RESENHA] AS VANTAGENS DE SER INVISÍVEL


  Título Original: The Perks of Being a Wallflower
Autor (a): Stephen Chbosky
Editora: Rocco
ISBN: 9788532522337
Páginas: 224

Sinopse: Ao mesmo tempo engraçado e atordoante, o livro reúne as cartas de Charlie, um adolescente de quem pouco se sabe - a não ser pelo que ele conta ao amigo nessas correspondências -, que vive entre a apatia e o entusiasmo, tateando territórios inexplorados, encurralado entre o desejo de viver a própria vida e ao mesmo tempo fugir dela.As dificuldades do ambiente escolar, muitas vezes ameaçador, as descobertas dos primeiros encontros amorosos, os dramas familiares, as festas alucinantes e a eterna vontade de se sentir "infinito" ao lado dos amigos são temas que enchem de alegria e angústia a cabeça do protagonista em fase de amadurecimento. Stephen Chbosky capta com emoção esse vaivém dos sentidos e dos sentimentos e constrói uma narrativa vigorosa costurada pelas cartas de Charlie endereçadas a um amigo que não se sabe se é real ou imaginário.
          Se você é um depressivo compulsivo, digo, alguém que procura por coisas que são depressivas, você tem que ler “As Vantagens de Ser Invisível.”
            Não posso afirmar que o livro é só para pessoas depressivas. Mas posso afirmar, que entrou para a minha lista de favoritos. Stephen Chbosky de fato mandou bem no seu primeiro romance, e criou personagens que vivem dramas reais, fáceis de se identificar.
            Charlie, Sam e Patrick são os personagens principais dessa história muito gostosa de se ler. Contada por cartas, por Charlie, à ‘amigo anônimo’ o romance conta sobre os dramas adolescentes vividos por ele, como por exemplo, a dificuldade que tem em fazer amigos, a morte da Tia Helen, e o suicídio do seu melhor amigo, Michael.
            A vida de Charlie muda quando ele conhece os irmãos – de pais separados – Sam e Patrick.  Nas cartas, Charlie na conta sobre seu cotidiano, e de como conheceu seus novos amigos pós-suicídio de Michael.
            Charlie é um personagem passivo perante as coisas que o cercam – acho que é por isso o nome do livro – dócil e bastante inteligente. E faz de tudo para ser um amigo das pessoas e ‘participar’. Patrick é gay, e vive um drama de um relacionamento escondido com Brad, outro personagem do livro. Sam é a garota por qual Charlie se apaixona, porém ele não pode ‘pensar nela daquele jeito’ e acabam se tornando amigos.
            As cartas de Charlie são cheias de detalhes sobre seus dias, tão como sobre suas reflexões sobre seu dia a dia com seus amigos e família. De forma sucinta, e sem exagerar, o autor, consegue embutir na história assuntos como homossexualismo, gravidez na adolescência, drogas e etc.
            O livro é daqueles que nos deixa com gosto de quero mais, ainda mais com um final daquele – claro, sem spoilers- porém, cá pra nós, alguns livros, tão como este, poderiam ser eternos.
            Cheio de lições, ‘As Vantagens de Ser Invisível’ entrou na lista de ‘livros que devem ser lidos por todos’, talvez não por causa da história, mas pelos ensinamentos que nos passa. De como superar as coisas, ou de como ver o lado bom das mesmas. Uma das frases que marca o livro é “a gente aceita o amor que acha que merece.”.
           O livro foi também adaptado para as telonas, e conta com atores como Logan Lerman - de Percy Jackson -, Emma Watson - de Harry Potter - e Ezra Miller. E encerrar, e resenha básica deixo como indicação para vocês, o trailer do filme.







            
Local: Belo Horizonte - MG, República Federativa do Brasil
Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Marcadores

Total de visualizações

Seguidores